Credencial
* A disponibilidade de ingressos é atualizada de segunda à sexta em horário comercial.

Cadê o Zenóbio?

Em “Cadê o Zenóbio?”, o público irá conhecer a história de Zenóbio de Andrade Reis Boaventura, morto que desapareceu nas imediações do Cemitério da Saudade, na cidade de Belo Horizonte/MG, quando era transportado para seu velório. O que não se imaginava é que tempos depois após o seu desaparecimento, o morto seria visto novamente pelas ruas, perambulando, pulando e cantando de bar em bar com seus amigos mais íntimos. “Cadê o Zenóbio?” é protagonizado por máscaras inspiradas nos bondrés balineses que promovem ações que alteram o cotidiano dos moradores e transeuntes que habitam a região por onde acontece, convidando a todos para celebrar a vida.

Sinopse

No dia 5 de março de 2014, o corpo do falecido Zenóbio de Andrade Reis Boaventura desapareceu misteriosamente nas imediações do Cemitério da Saudade, na cidade de Belo Horizonte/MG, quando chegava para o seu velório, no carro da funerária Descanso Eterno.

Em um ato de rebeldia, o morto levantara-se do caixão após resolver escolher para si um fim mais digno. Desde então, Zenóbio perambula pelas ruas, cantando e dançando de bar em bar com seus amigos mais íntimos e interagindo com os espectadores que se misturam numa experiência em que são provocadas poeticamente na tênue relação entre arte e vida.

Ficha Técnica

Concepção: Teatro Público
Atuação e Direção: Diego Poça, Luciana Araújo, Marcelo Alessio, Rafael Bottaro e Rafaela
Kênia
Dramaturgia e Intervenções Urbanas com a palavra: Larissa Alberti
Direção Musical: Eberth Guimarães
Criação e Confecção de máscaras: Fernando Linares e Rafael Bottaro
Fotografia e Produção Audiovisual: Naum Audiovisual
Duração: 90 minutos Classificação: Livre

Data e Local

  • 24 Jul
    18h00

    Rio das Ostras

    Classificação: Livre | Local: Praça São Pedro

    Artes Cênicas, Teatro